19 de fevereiro - 6ª feira depois das Cinzas

publicado em 18-02-2021

download564Leia: Is 58, 1-9a - “O jejum que me agrada não será este: (…) repartir teu pão com o faminto?”

O jejum está de volta. Para emagrecer. Para melhorar o metabolismo. Para me sentir melhor comigo mesmo, para impressionar, para parecer… São menos os que jejuam, que escolhem não consumir, unindo-se aos que nada têm, protestando contra o desperdício. Mas se escolhes ficar do lado de quem tem fome, de quem sofre injustiça, Deus está do teu lado.

Deus de misericórdia,

a Ti confesso o meu jejum distraído.

Em vez de libertar os injustiçados,

compro roupa barata sem me perguntar

pelos salários de miséria de quem as fabricou.

Em vez de acolher os sem-abrigo

levanto muros e portões que deixam do lado de fora.

Em vez de quebrar os jugos que oprimem,

continuo a consumir até que a terra grita de dor.

Deus de misericórdia e do perdão abundante,

ensina-me a jejuar e a desejar acima de tudo

estar com Jesus.

Newsletter

Receba as novidades da Paróquia do Candal no sua caixa de correio. Indique o seu email aqui:

Partilha

todas as partilhas »