Hoje Rezo

Todos os dias partilharemos uma oração para ajudar a rezar.

25 de abril - 5ª feira da oitava da Páscoa

24-04-2019 :: ::

tocai-em-mimLeia: Lc 24, 35-48 - “A paz seja convosco!”

Em plena oitava da Páscoa, medito nas dúvidas de fé com que, por vezes, me confronto.

Peço-Te, Senhor,

que me ajudes a dissipá-las

e a abrir o meu entendimento,

testemunhando a tua ressurreição com alegria.

24 de abril - 4ª feira da oitava da Páscoa

23-04-2019 :: ::

clofas_1Leia: Lc 24, 13-35 - “Não é verdade que nós sentíamos abrasar-se-nos o coração, quando Ele falava pelo caminho e nos explicava as Escrituras?”

Meu Jesus ressuscitado, desperta em mim a consciência de que me amas e me acompanhas, mesmo quando me afasto dos teus caminhos. Faz com que eu Te reconheça, como os discípulos de Emaús, e que regresse à comunhão plena com a tua pessoa e com o Evangelho.

Concede-me que eu aprenda

a dedicar-me aos irmãos

e a dar-lhes o melhor que de Ti recebi:

a fé, a alegria, a paz no coração.

23 de abril - 3ª feira da oitava da Páscoa

22-04-2019 :: ::

download145Leia: Jo 20, 11-18 - “«Rabboni», que quer dizer «Mestre».”

Peço-Te a graça, Senhor, de ouvir o meu nome pronunciado por Ti, como Maria. É esta rica experiência de ser amado pelo Amor de quem dá a vida por mim e ressuscita glorioso.

Concede-me a graça de proclamar,

com palavras e sobretudo com obras,

que também eu «vi o Senhor»,

na Eucaristia e nos meus irmãos e irmãs,

custódias vivas da tua presença salvadora.

Obrigado, Senhor,

por estas atualizações do mistério da tua ressurreição.

22 de abril - 2º dia da oitava da Páscoa

22-04-2019 :: ::

download144Leia: Mt 28, 8-15 - “Não temas; ide dizer aos meus irmãos que vão para a Galileia; lá Me verão.”

Jesus, mais uma vez, és Tu quem toma a dianteira e Te aproximas de mim. É sempre tua a iniciativa. És Tu que abre caminhos até à minha frágil humanidade. Mandas-me ir ter com os teus irmãos. E ir não é ficar aqui ou ali à espera - é entrar nessa estrada sem medida que se abre à minha frente.

Senhor, faz-me mais firme na fé para que não ceda.

Ajuda-me a perceber que nunca estou sozinho nesta estrada.

Pois o teu nome, a tua identidade é estar connosco. Comigo.

21 de abril - Domingo de Páscoa

20-04-2019 :: ::

pascoa-2019Leia: Lc 24, 1-12 - “Porque buscais entre os mortos Aquele que vive?”

Trancaram o Corpo do Senhor num túmulo. Cumprimentaram-se uns aos outros, aliviados, por terem abafado a esperança que Ele trouxera. Mas Deus e o seu amor foram mais poderosos do que todas as pedras.

Quero cantar Aleluia.

Já não há pedra que Te prenda no sepulcro, Senhor Jesus.

Estás vivo e ressuscitado.

Posso encontrar-Te vivo

e dador de vida em tantos lugares:

na Palavra, na comunidade, na Eucaristia.

Nesta manhã de Páscoa encontro-Te

e reencontro a minha alegria.

20 de abril - Sábado Santa

19-04-2019 :: ::

images138“Um grande silêncio envolveu a terra.”

Tempo de lágrimas, de silêncio, de oração. Tempo para nos espantarmos com a generosidade de Deus e com a maldade dos homens. Tempo para o coração se preparar para o inesperado de Deus.

19 de abril- Sexta-feira Santa

19-04-2019 :: ::

download143Leia: Heb 4, 14-16; 5, 7-9 - “Nos dias da sua vida mortal, Jesus dirigiu preces e súplicas com grandes clamores e lágrimas.”

Jesus viveu toda a sua vida fazendo o bem, a todos oferecendo um vislumbre do rosto terno de Deus. Mas isso incomodou demasiados  interesses: os grandes proprietários, cujo deus era o seu próprio dinheiro; a casa sacerdotal, que reduzira Deus ao tamanho dos ritos e tradições; os contestatários que confiavam sobretudo na força da insurreição armada; Roma, que prezava acima de tudo a manutenção da ordem instalada. Tão diferentes entre si mas bem alinhados para eliminar o Filho de Deus.

De joelhos me aproximo da tua cruz, Senhor Jesus.

Filho de David, salvador da minha vida, tem piedade.

Aos pés da tua cruz coloco tudo o que sou,

confiando que perdoarás todos os meus pecados,

que curarás as minhas promessas falhadas.

Vejo-Te pregado à cruz

mas acredito que os teus braços

estão abertos também para mim.

18 de abril - Quinta-feira Santa

17-04-2019 :: ::

servir2Leia: 1Co 11, 23-26 - “Todas as vezes que comerdes este pão e beberdes deste cálice, anunciareis a morte do Senhor até que Ele venha.”

Alguns dos nossos gestos são automáticos, feitos sem pensar. Outros são banais, rotineiros, vazios de sentido. Outros podem ser mentirosos ou maldosos. Felizmente alguns dos nossos gestos são diferentes: dão vida e alegria aos outros, fazem crescer. Os gestos de Jesus nesta tarde são ainda mais radicais: no lavar os pés, no fazer Eucaristia, Ele faz a sua vida toda. Oferece-Se totalmente a nós.

Obrigado, Senhor,

por me ensinares a amar a sério:

servindo, dando a vida, tomando a iniciativa.

Obrigado pelo teu Pão e pela tua vida inteira.

Na comunhão conTigo,

eu encontro a minha liberdade.

É no teu Corpo que eu me sinto

verdadeiramente em casa.

17 de abril - 4ª feira da Semana Santa

16-04-2019 :: ::

images137Leia: Is 50, 4-9a - “Não desviei o meu rosto dos que me insultavam e cuspiam.”

Para tantos de nós hoje a fidelidade está em choque com o direito a ser feliz agora, a sentir-me realizado. Surgem dificuldades, aparecem convites mais atraentes… Não faltam razões para voltar atrás.

Tu és sempre fiel, Jesus.

A tua vocação foi amar e dar a vida.

E sem te deixares dominar pelo medo

avanças até ao extremo,

disposto a dar a tua vida por todos nós.

16 de abril - 3ª feira da Semana Santa

15-04-2019 :: ::

depositphotos_85770206-stock-photo-silhouette-of-hands-outstretched-onLeia: Jo 13, 21-33. 36-38 - “Em verdade vos digo: Um de vós Me entregará.”

É dramático. No centro desta Semana Maior está a traição. Não apenas a inimizade dos adversários mas a traição de um dos escolhidos.

É esta a verdade do que somos, Senhor,

uma Igreja pecadora,

que tantas vezes Te ignora.

Mas ainda assim,

somos uma Igreja por Ti amada.

Apesar de tantas vezes Te trairmos,

ignorarmos, ofendermos…

Tu continuas a apostar em nós.

15 de abril - 2ª feira da Semana Santa

15-04-2019 :: ::

vasodealabastroLeia: Jo 12, 1-11 - “Maria tomou uma libra de perfume de nardo puro, de alto preço, ungiu os pés de Jesus e enxugou-lhos.”

Um gesto inútil? Um desperdício? Acima de tudo, um gesto de amor, de fé, de adoração. Quem reconhece que Jesus pode trazer salvação e alegria à vida não hesita em O reconhecer e adorar.

Bendito sejas, ó Cristo,

enviado por Deus e presente de Deus

e benditos nós que Te adoramos

ao ungir e beijar os teus pés.

Bendito é o pó dos teus pés e

os caminhos que para nós abriram.

Bendito é o toque da tua mão

que nos ampara e levanta.

14 de abril - Domingo de Ramos

14-04-2019 :: ::

dibu-14-abril-domingo-de-ramos-colorLeia: Lc 19,28-40 - “Eu vos digo: se eles se calarem, gritarão as pedras.”

Jesus entrou em Jerusalém, sem estilo mas com simplicidade. E mesmo assim gerou comoção e entusiasmo. Ao vê-lo, todos sentiram que os mais belos dos nossos desejos se poderiam tornar realidade com a ajuda de Deus.

Neste Domingo, meu Deus,

dou-me conta como sou rápido a mudar.

Num momento afirmo o meu amor e admiração por Ti

para logo a seguir Te negar e virar as costas.

Passo do “Hossana, salva-nos!” ao “Crucifica-o”

em poucos instantes.

Perdoa-me, Senhor e renova-me.

Newsletter

Receba as novidades da Paróquia do Candal no sua caixa de correio. Indique o seu email aqui: