28 de março - Domingo de Ramos

publicado em 27-03-2021

cristo-covid-color-256x300Leia: Fil 2, 6-11 - “Aparecendo como homem, humilhou-se ainda mais, obedecendo até à morte e morte de cruz.”

A liturgia de hoje é estranha, quase contraditória. Oscila entre a festa, os aplausos a Jesus, e a sua negação e morte. Por detrás dos factos, das ações de cada personagem, há algo a acontecer. Deus Pai pede a Jesus que Se ofereça completamente em favor da humanidade. Ele vai recolher em Si todo o mal e pecado da história da humanidade e vai devolver ao Homem o esplendor da luz divina na beleza da vida dos filhos amados de Deus. Nestes dias joga-se o destino de Jesus. Mas também o de toda a humanidade.

Bendito Tu, Jesus, que vens em nome do senhor.

Com a multidão, às portas da cidade,

Eu Te peço a graça de Te reconhecer como rei e

a coragem de ser parte do reino que inauguras.

Quero ficar conTigo, Jesus,

mesmo quando isso vai contra os meus hábitos

e as tradições da maioria.

Quero estar do teu lado, Jesus,

mesmo que isso me leva onde eu não quero ir.

Newsletter

Receba as novidades da Paróquia do Candal no sua caixa de correio. Indique o seu email aqui:

Partilha

todas as partilhas »